Reforma da Previdência: como não depender do INSS – Portal SIR Investimentos

Portal SIR Investimentos

Reforma da Previdência: como não depender do INSS

Reforma da Previdência: como não depender do INSS

Publicado em: 14/07/1986

Como não depender do INSS, essa é uma questão muito pesquisada após a divulgação da proposta da reforma da previdência. A Previdência Social brasileira atualmente é um investimento de alto risco.

Com as novas regras, a idade mínima para aposentadoria aumentará para 65 anos e o aumento do tempo de contribuição mínimo para 25 anos, o benefício integral só após 49 anos de contribuição.

Depender exclusivamente do salário de aposentadoria da previdência oficial como única fonte de renda futura, na inatividade, é um alto risco.

Como não depender do INSS

É necessário que o investidor faça suas próprias economias de longo prazo, que garanta, por próprios meios, a sua renda de aposentadoria.

Então, caro leitor, chegou a hora de fazer um planejamento financeiro de investimento para a sua aposentadoria. Faça-o com sabedoria, conhecendo e selecionando bem os produtos que lhe levarão ao sucesso.

Previdência Privada

Um dos investimentos mais procurados para esse fim é a previdência privada. Esse produto é um investimento simples, pois conta com a estrutura de um fundo de investimentos e por conter algumas vantagens frente a outros investimentos.

Veja a seguir algumas vantagens da previdência privada.

Constituição de reservas

As suas contribuições serão capitalizadas para financiar a sua renda futura. Ou seja, a sua renda futura depende das suas contribuições, diferente do que ocorre no INSS no qual há um “pacto entre gerações”.

A previdência social utiliza o regime de repartição simples no qual a geração ativa paga o benefício da geração inativa, portanto não gera reservas. A previdência privada funciona sobre o regime de capitalização, as arrecadações são capitalizadas para garantir o montante que irá financiar os benefícios no futuro.

Benefícios fiscais

Os benefícios fiscais podem ocorrer durante o período de contribuição, como no caso de um plano de previdência do tipo PGBL. Nesse plano é possível reduzir em até 12% a base de cálculo do imposto de renda anual.

Há ainda o benefício fiscal obtido no momento do saque do benefício, para o investidor que optar pelo plano VGBL.

Nesse caso o pagamento de imposto de renda é apenas sobre os rendimentos do plano. Para o plano PGBL a tributação do saque é sobre o valor total.

Não há come cotas

Outra vantagem importante da previdência privada é que não há incidência de IR durante o período de acumulação. Não existe o come cotas como ocorre em outros fundos de investimentos. Essa é uma vantagem muito importante, pois os juros compostos vão incidir sobre um montante maior, não descontado.

Outros investimentos

Existem outras opções de investimentos que podem levar o investidor a ter uma aposentadoria mais tranquila. Aqui no blog estão disponíveis diversos artigos que poderão ajudá-lo em sua pesquisa.

Outras boas estratégias de investimentos são Tesouro Direto, CDB, LCI e LCA, leia mais clicando.

Seja qual for o produto financeiro, o sucesso da sua operação depende de uma estratégia bem pensada e executada. Prepare-se e conquiste a sua liberdade financeira.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *